O Último dos Moicanos: A bomba prometida...

quinta-feira, 19 de abril de 2007

A bomba prometida...

A Uni anunciou para ontem e adiou para hoje uma conferência de imprensa onde inicialmente prometeu declarações bombásticas sobre o polémico processo de “licenciatura” do “Seu” Zé. Veio depois a público dar o dito por não dito e dizer que as declarações nada tinham de bombástico. Pouco depois contradisse-se novamente, afirmando que as declarações bombásticas nada tinham a ver com a “licenciatura” do PM. Afinal, realizada a conferência de imprensa, constatou-se que não havia bomba, apenas uma silenciosa flatulência de odor intenso e desagradável que aromatizou uma série apreciável de bilhetinhos dirigidos à pessoa do “menino” Gagá. A saber: A certa altura, Lúcio Pimentel afirmou que a prova de Inglês técnico era a única que estava no processo, mas que não devia lá estar, porque as provas estão no arquivo. À pergunta – Quantas? Respondeu que de momento não tinha dados; Afirmou que a data de conclusão da “licenciatura” era 8 de Setembro de 1996, contrariando assim a data de 8 de Agosto avançada há dias pelo gabinete do Sr. Sousa; Referiu-se várias vezes ao facto de o aluno ter realizado lá 4 cadeiras, numa delas foi “assustadoramente” taxativo – “Eu contei 4!” Emendou sempre (posteriormente) para 5; Afirmou ainda que o “Seu” Zé ficou isento do pagamento de propinas, contrariando as afirmações do dito na RTP que disse ter na sua posse os recibos comprovativos do pagamento das mesmas; Terminou, dizendo que “que não serão prestados mais esclarecimentos sobre este caso até à decisão final do ministro, sobre o processo de encerramento compulsivo da universidade”. Quanto às trapalhadas do “caso”, parecem reproduzir-se como cogumelos, resumam-se as “novidades” mais importantes dos últimos dias… O Sr. Sousa viu o seu rol de mentiras expandir-se: Afirmou na entrevista à RTP que possuía os recibos do pagamento das propinas, afinal ficou isento do pagamento; Disse ter escolhido a UNI por lhe conferir o grau de licenciatura, mas o CESE que frequentava no ISEL conferia o mesmo Grau. Além disso, mudou por ficava perto do ISEL. Porém à data da transferência, as instalações da UNI não eram as actuais, na AV. Marechal Gomes da Costa, mas na Rua Fernando Palha, a cerca de 4 quilómetros de distância do Instituto. Mas a UNI não se deixou ficar para trás e também ela inflacionou a sua lista de trapalhadas e contradições: Os documentos referentes ao Sr. Sousa estão em cofre fechado. Mas uma cópia da prova de inglês técnico foi publicada nos jornais e a assessora garantiu que não foi a universidade a fornecê-la; A "pauta" da disciplina de inglês técnico não tem data; Foi anunciado que o “Seu” Zé não era o único aluno daquelas disciplinas, que havia colegas de curso, mas as "pautas" das 5 disciplinas provam o contrário. E como eu gosto muito de fazer perguntas, talvez (de)formação profissional, não podia terminar este “post” sem uma questão, de resposta rápida, dirigida ao Sr. PGR… O Certificado que o Sr. Sousa entregou na Câmara Municipal da Covilhã, contém vários dados falsos. Os “alegados” documentos que comprovam o pagamento de propinas por parte do Sr. Sousa, se existirem, como o próprio afirma, são falsos. Foi usado o carro e o motorista da Secretaria de Estado para conduzir o aluno às aulas. Foi usado papel timbrado do gabinete da Secretaria de Estado para a realização de uma “prova escrita” por parte do Sr. Sousa. E quanto a matéria para investigação, há ou não?
Apache, Abril de 2007

Etiquetas: , ,

7 Comments:

Blogger Noz Moscada said...

O sr.sousa até podia ser só trolha sem qualificação académica, que não haveria mal algum, mas sendo um operário especializado, deveria ter mais juixo,....................

quinta-feira, abril 19, 2007 10:19:00 da manhã  
Blogger redonda said...

Pois...
Já me tinham dito que não iam haver revelações bombásticas nenhumas, mas eu estava na mesma na expectativa...
E penso que seria boa ideia que se avançasse para uma investigação judicial.

quinta-feira, abril 19, 2007 11:23:00 da tarde  
Blogger Apache said...

De facto, Noz-moscada, a questão não é ter ou não habilitações, as questões são as "competências" que "agora" revela: mentiroso compulsivo, sem vergonha nem dignidade.

Olá Redonda, sê bem reaparecida. Pelos vistos, muitos acham o mesmo que nós, só quem tem responsabilidades na matéria é que parece assobiar para o alto.

sexta-feira, abril 20, 2007 2:08:00 da manhã  
Blogger Cleopatra said...

Pois é...
Eu já nem quero saber se o senhor mente
Eu até já percebi que não há muita verdade nesta "coisa"
Eu quero é que o pGR investigue, ou seja, mande investigar

O assunto merece que lhe toquem...
Afinal interessa saber ao cidadão comum deste País se o facto de faltar à verdade acrescenta honra, dignidade, frontalidade, coragem a um Homem e, ainda, se tal estado de coisas, lhe dá Legitimidade para exigir esses mesmos princípios oas restantes...nomeadamente aos cidadãos do País que quer governar.

sábado, abril 21, 2007 8:57:00 da manhã  
Blogger Apache said...

"O assunto merece que lhe toquem..."
Acho que nos vão chamar "Santo António", receio que estejamos a pregar aos peixes...

sábado, abril 21, 2007 9:54:00 da tarde  
Blogger redonda said...

Eu reapareci a escrever :)
Costumo vir ler, só que silenciosamente...:) (e às vezes apanho uns sustos com a música, quando venho a altas horas, numa casa silenciosa...)

sábado, abril 21, 2007 11:17:00 da tarde  
Blogger Apache said...

Pois... Ler silenciosamente, neste blogue, não é permitido.
;)
Beijinho!

domingo, abril 22, 2007 8:09:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home