O Último dos Moicanos: Parece-me que fui o único

quinta-feira, 31 de maio de 2007

Parece-me que fui o único

Todos sabemos que não é com greves de um dia que se consegue resolver o que quer que seja. Mas... ir trabalhar hoje, significava meter a cabeça na areia e fingir que este não é um dos piores governos que Portugal teve de suportar ao longo da história. E para avestruz não contem comigo!
Fiz greve, porque se encerraram escolas, centros de saúde, maternidades, urgências hospitalares, etc.;
Fiz greve porque se aumentaram os impostos, a energia, as taxas moderadoras, os transportes, etc., quando em campanha se prometera o contrário;
Fiz greve porque as progressões na carreira, dos funcionários públicos estão congeladas sem motivo e assim continuarão, sabe Deus até quando;
Fiz greve, porque o governo poupou milhares de milhões de euros com estas medidas e a despesa pública aumentou;
Fiz greve porque se está a destruir a escola pública bem como o sistema de segurança social;
Fiz greve porque em muitos organismos do poder central e local há cada vez mais assessores incompetentes pagos a peso de ouro, com certificados de habilitações que tal como o do "Seu Zé" parecem ter saído num qualquer pacote de cereais;
Fiz greve porque estou farto de governantes que em campanha eleitoral tudo prometem e chegados ao governo tudo roubam.
Parece que fui (quase) o único...
Segundo dados divulgados pelo governo, aderiram à greve 46 104 trabalhadores do sector público (além de alguns do privado que não contam para a propaganda oficial), o que corresponde a 13,75% Obviamente (para não variar) mentem!
Vejamos como exemplo o número de trabalhadores e de serviços apresentado, referente ao Ministério da Educação (ME)…
Hoje (dia da greve) - Nº total de trabalhadores 152 935 – Nº de serviços 10 946;
Noutro dia qualquer - Nº total de trabalhadores docentes 183 070, não docentes 79 352, o que totaliza, nas escolas 262 422 trabalhadores (fonte: GIASE). Acrescem os trabalhadores das Direcções Gerais, Direcções Regionais, Inspecção-geral, Serviços Centrais do ME, etc. (em nº não inferior a 10 000; cálculo meu.) – Nº de serviços 12 510 escolas (fonte: IGE). Acrescem os serviços acima descritos.
Assim vai, o Portugal dos Pinóquios!
Apache, Maio de 2007

Etiquetas: ,

3 Comments:

Blogger cris said...

Somos dois quase únicos, está visto.
A partir de hoje, que ninguém se queixe do que vier por aí, certo?

O desânimo passa, a vida continua...
Bom dia de trabalho.

quinta-feira, maio 31, 2007 7:57:00 da manhã  
Blogger Sulista said...

Viva as Greves Gerais
contra este ps!!

:-)


Bjs

quinta-feira, maio 31, 2007 5:56:00 da tarde  
Blogger Apache said...

Nestas condições não esperava maior adesão, Cris.

Vivam quaisquer formas constitucionais de manifestação de indignação face a estas políticas, Sulista.

domingo, junho 03, 2007 3:26:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home