O Último dos Moicanos: Dimmock, versus Al Gore… (2)

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Dimmock, versus Al Gore… (2)

Erro nº 3: Relação directa entre o aumento de dióxido de carbono na atmosfera e o aumento de temperatura, por referência a dois gráficos.
Nas cenas, 8 e 9, o Sr. Gore mostra dois gráficos referentes aos últimos 650 mil anos. Um, mostra a variação de dióxido de carbono na atmosfera e o outro, a variação de temperatura, afirmando que eles "se ajustam na perfeição".
A opinião do juiz…
Embora a generalidade dos cientistas concorde que há uma conexão entre os dois gráficos eles não permitem retirar a conclusão que o Sr. Gore tira.
A minha opinião…
Os gráficos em causa (reduzidos aos últimos 420 mil anos), foram por mim sobrepostos e publicados no final da publicação datada de 21 de Setembro de 2007.
De facto, eles mostram uma relação directa entre o aumento da concentração de dióxido de carbono, na atmosfera terrestre e o aumento de temperatura, ou seja, é correcto concluir que os dois acontecimentos estão relacionados. No entanto, não se pode concluir (ao contrário do que Gore faz) que é o aumento da concentração de dióxido de carbono na atmosfera que causa o aumento de temperatura, porque este (o aumento de temperatura) precedeu o outro (o aumento do dióxido de carbono) em cerca de 800 anos. Também não é possível concluir que o aumento do dióxido de carbono atmosférico, verificado nos últimos dois séculos é causado pela queima, por parte do Homem, de combustíveis fósseis (antropogénico), porque a concentração deste na atmosfera, atingiu valores idênticos aos actuais, milhares de anos antes da revolução industrial.
Erro nº 14: As neves do Kilimanjaro.
O Sr. Gore afirma na cena 7 que o desaparecimento da neve, no cume do monte Kilimanjaro se deve expressamente ao aquecimento global.
A opinião do juiz…
É consensual entre a comunidade científica que não se pode atribuir a culpa do recuo da neve no Monte Kilimanjaro às alterações climáticas que possam ter sido induzidas pelo Homem.
A minha opinião…
O Monte Kilimanjaro está situado na Tanzânia, próximo da fronteira com o Quénia, junto do equador (a uma latitude de 3º Sul). A “teoria” do aquecimento global, profetiza uma acentuada subida de temperatura junto dos pólos terrestres, aproximando os seus valores de temperatura, das verificadas no equador, não prevendo, portanto, alteração significativa nos valores destas últimas. No último século, tem-se assistido a uma ligeiro arrefecimento da região onde se situa o monte. O Kilimanjaro é parte de um conjunto montanhosos constituído por mais três montes, o Shira, o Mawenzi e o Kibo, os quatro, de origem vulcânica, encontrando-se este último em actividade, sendo facilmente observada com frequência a libertação de fumos. Acresce ainda o facto de estarem instaladas no cume do Kilimanjaro, várias antenas de telemóvel, que fazem dele, o ponto mais alto da Terra, com cobertura de rede GSM.
A associação sugerida por Gore, da contracção do manto de neve ao alegado aquecimento global é, portanto, perfeitamente ridícula.
Erro nº 16: O Lago Chade.
A diminuição da quantidade de água contida no Lago Chade é usada por Gore, como primeiro exemplo dos catastróficos resultados do aquecimento global.
A opinião do Juiz…
É aceite pela generalidade dos cientistas que não há evidência suficiente para estabelecer esta relação. São normalmente apontadas outras causas para o acontecimento, como o aumento da população na área, com consequente aumento de gado a pastar e também alterações climáticas muito localizadas.
A minha opinião…
Mais uma vez, na ausência de provas da sua “teoria”, Al Gore inventa-as. O Lago Chade tem uma profundidade média inferior a 2 metros e apesar de ser muito importante enquanto fonte de água da região, não passa de uma grande poça de água proveniente do pequeno Rio Chari. O lago começou a secar à 15 mil anos, aquando do início do último aumento significativo da temperatura da Terra (ver novamente o gráfico do “post” de 21 de Setembro) e actualmente tem menos água, porque há mais consumo devido ao aumento da população e porque chove menos na região, porque o gado come a pouca vegetação do local secando significativamente o ar. A ser verdadeira a “teoria” do aquecimento global, este implicaria um aumento da humidade do ar e consequente crescimento acentuado de vegetação. (continua…)
Apache, Outubro de 2007

Etiquetas: , ,

3 Comments:

Blogger cris said...

Não estou a conseguir ler nada... quando isto melhorar por aqui eu acalmarei e depois volto. Hoje duas colegas fixes que querem mais informação quiseram conhecer o teu cantinho. Vou dar o link, ok?

Boa sexta e continua pelise a desmistificar esta maldade.

sexta-feira, outubro 26, 2007 12:41:00 da manhã  
Blogger Apache said...

Claro, Cris. Obrigado pela divulgação.
Beijinho e votos de "melhoras" por aí.

sexta-feira, outubro 26, 2007 4:19:00 da manhã  
Blogger cris said...

Obrigada :)

domingo, outubro 28, 2007 7:22:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home