O Último dos Moicanos: “United Kingdom has left behind murder and chaos.”

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

“United Kingdom has left behind murder and chaos.”

As palavras são do chefe da polícia de Bassorá, a maior cidade do Sul do Iraque, administrada pelos ingleses desde a invasão.
Em entrevista ao jornal inglês “The Guardian”, afirma…
"They left me militia, they left me gangsters, and they left me all the troubles in the world."
(…)
"I don't think the British meant for this mess to happen. When they disbanded the Iraqi police and military after Saddam fell the people they put in their place were not loyal to the Iraqi government. The British trained and armed these people in the extremist groups and now we are faced with a situation where these police are loyal to their parties not their country."
Acrescenta ainda o jornal britânico…
“Basra has become so lawless that in the last three months 45 women have been killed for being "immoral" because they were not fully covered”.
Acha então, o chefe da polícia, que não houve intencionalidade dos ingleses na criação do actual clima de violência, então para que é que introduziram a Al Qaeda no território? E para que é que treinaram e armaram radicais islâmicos vindos de países do quarto mundo (quando comparados com o Iraque de Saddam), como por exemplo a Arábia Saudita?
Acorde, homem. Benvindo à democracia “de tipo ocidental”, versão “neocolonialista anglo-saxónica”.
Apache, Dezembro de 2007

Etiquetas: , ,

3 Comments:

Blogger xavier ieri said...

... e eu é que sou corrosivo!?
É ler por aí abaixo!

É assim mesmo, caro Apache.
Que a "pena" te seja leve.

Nunca são demais as vozes contra, nem as vozes a favor.

De menos serão sempre as vozes mudas. Isso sim!

abraço

terça-feira, dezembro 18, 2007 2:27:00 da tarde  
Blogger Diogo said...

http://johnpilger.blogspot.com/2005_09_01_archive.html

Foram descobertos explosivos e um detonador por controle remoto no carro dos dois homens das forças especiais SAS “resgatados” da prisão em Bassorá a 19 de Setembro? Se isto é verdade, o que estavam eles a planear fazer com eles?

os homens da SAS, disfarçados como seguidores de al-Sadr, estavam a planear um ataque a Bassorá ante um importante festival religioso. «Quando a polícia tentou detê­‑los», afirmou, eles «abriram fogo sobre a polícia e transeuntes. Após uma perseguição de carro, foram presos. O que a nossa polícia encontrou no carro era muito perturbador — armas, explosivos e um detonador por controle remoto. Estas são as armas de terroristas».

terça-feira, dezembro 18, 2007 8:04:00 da tarde  
Blogger Apache said...

Donde se depreende que o Xavier faz escola :)

Diogo, esta metodologia já tinha sido usada no Kosovo, para diabolizar os Sérvios.

quarta-feira, dezembro 19, 2007 2:52:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home