O Último dos Moicanos: A noite

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

A noite

Há muito tempo que não se publicava por aqui, uma sequência mal amanhada de letras, que às vezes, por sorte, formam palavras, a que o autor (eu) chama, na tentativa de fazer rir os hipotéticos leitores, de “poesia, ou tentativa de…” Hoje, um excelente dia para correr com os poucos leitores que restam, retoma-se o velho hábito.
Escrito sob o mote “quero-te não para te ter mas para te sonhar” lançado pela Cleópatra…
Demoro-me na balbucia dos teus gemidos, Aconchegas-te na firmeza do meu abraço… Falas-me de outros tempos, outros espaços Onde em utopia se sublimam os sentidos.
Fluis como seda na minha pele Em vagas mornas de embalar… Inebriados, sulcamos mar fiel, Extenuando em pelejas de encantar.
No suor incandescente do meu corpo Vais semeando os teus beijos de luar… Entre gestos e murmúrios de volúpia Florescem tuas danças de enfeitiçar.
Quero-te, não para te ter, Que a noite, ninguém a tem… Quero-te, para te sonhar acordado E te ver exausta e atordoada, Quando irrompendo em sorrisos de malícia Nos espreita atrevida, a madrugada!
Apache, Maio de 2008

Etiquetas:

6 Comments:

Blogger cris said...

Modéstia tonta, meu caro. Está belo, como , de resto, sempre. É lindíssimo de tão cheio de tudo. Beijocas e bom resto de semana e já perdeste uma visitante na lista dos que se vão... eu cá por mim... fico :)

quinta-feira, agosto 07, 2008 4:51:00 da tarde  
Blogger DarkMorgana said...

Pois devias escrever mais sequências destas e publicá-las também!
Mal amanhada é a tua modéstia!
Está lindíssimo!

E já agora, porque é que não publicas também a tua carta de desamor (que também puseste no blog da Cleo)?
É que está lindíssima!
(Apesar de no final parecer que andas por aí a "rogar pragas às pessoas"! ;)

Beijos

segunda-feira, agosto 11, 2008 2:25:00 da manhã  
Blogger Apache said...

“Modéstia tonta”… “Modéstia mal amanhada”… As meninas querem-me explicar quem é essa tal Modéstia? Quer dizer, se é tonta e mal amanhada, talvez seja prudente não ma apresentarem.

Morgana, a menina não percebeu, ou eu não me expressei bem, as “pragas” são para a paixão.

segunda-feira, agosto 11, 2008 4:54:00 da manhã  
Blogger DarkMorgana said...

Sua Excª expressou-se muito bem!
A menina percebeu!

Beijos

terça-feira, agosto 12, 2008 1:34:00 da manhã  
Blogger redonda said...

Pareceu-me poesia mesmo e gostei.

terça-feira, agosto 12, 2008 2:51:00 da manhã  
Blogger Apache said...

:) Beijo, Morgana.

Olá Redonda, beijinho.

quinta-feira, agosto 14, 2008 2:54:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home