O Último dos Moicanos: “A propaganda”

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

“A propaganda”

“(…) Não foi por acaso que o Sistema, através de Governos de cariz diverso, instalou a mediocratização e a massificação oca no sistema educativo, bem como instalou limites rígidos de opinião na comunicação social, aqui estabelecendo quase como que um «pensamento único» em termos de Valores e anulando qualquer contraditório forte quanto à estrutura constitucional do País. Tiro o chapéu à maneira aglutinante como a Situação soube urdir as coisas e, assim, acautelar firmemente os «interesses» que titula. Desde logo percebeu que um Povo, mal preparado e mal informado, é muito mais fácil de manipular através dos potentíssimos meios de propaganda de que dispõe. Pode é não ter percebido uma coisa. É que não há sistemas políticos eternos, muito mais quando, apesar de tudo, um Povo ainda tem apetência pela Democracia e, a partir de certo ponto, não aceita mais que Lhe piorem a vida e Lhe roubem Direitos legítimos. Por muito armadilhado que esteja um sistema político, a partir de certo momento de degradação as rupturas são inevitáveis. E são tanto mais inevitáveis, quanto mais o sistema estiver rígida, estática e esclerosadamente armadilhado, e o Povo perceber que é enganado.(…)”
Alberto João Jardim, em artigo de opinião, no jornal “o Diabo”

Etiquetas: , , ,

2 Comments:

Blogger Bilder said...

Muito bem senhor Jardim,não fosse vossa senhoria ser o Presidente-Ditador da Madeira e merecia um Nobel só por esse artigo de opinião!
Como se constata nada como estar por dentro do sistema para o compreender melhor não é??A propósito,tenho um post sobre propaganda criada nos States de onde foi exportada para todo o mundo ocidental,no blog senhores do mundo.

sexta-feira, novembro 12, 2010 12:57:00 da tarde  
Blogger Diogo said...

Sempre mentiroso, este Alberto João!

sexta-feira, novembro 12, 2010 8:48:00 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home