O Último dos Moicanos: Bin Laden morreu outra vez

terça-feira, 3 de maio de 2011

Bin Laden morreu outra vez

A 10 de Setembro de 2001 Osama Bin Laden, líder da Al-Qaeda é (segundo Barry Petersen, correspondente da CBS) internado no Serviço de Urologia do Hospital Militar de Rawalpindi, no Paquistão, para fazer hemodiálise. No dia seguinte (11 de Setembro de 2001) ocorre uma alegada sucessão de ataques terroristas que, entre outros estragos, derruba os três principais edifícios do complexo conhecido como World Trade Center (As torres gémeas e o edifício 7), em Nova Iorque e abre um buraco nas paredes reforçadas de três dos cinco edifícios do Pentágono, em Washington. Desapareceram cerca de três mil pessoas. A autoria dos atentados é atribuída, pela administração norte-americana, à Al-Qaeda (que não reivindica o alegado ataque). A 18 de Outubro de 2007, a líder do Partido do Povo Paquistanês, Benazir Bhutto, regressa ao país após oito anos de auto-exílio, depois de um acordo com presidente Pervez Musharraf ter resultado na anulação das acusações de corrupção que sobre ela pendiam. Enquanto desfilava na capital paquistanesa, envolvida por cerca de cem mil apoiantes, duas bombas explodem no meio da multidão, matando 139 pessoas e ferindo cerca de trezentas. Benazir escapa ilesa. A 2 de Novembro de 2007, Benazir fala da tentativa de assassinato de que tinha sido vítima, numa entrevista ao jornalista David Frost, no seu programa “Frost Over de World” da televisão Al Jazeera, onde instada a pronunciar-se sobre quem pensava que estaria envolvido no atentado de que tinha sido alvo refere, sem que o jornalista se mostre minimamente surpreendido ou esboce qualquer interrogação que, entre outros, desconfia de “Omar Sheikh, the man who murdered Osama Bin Laden.” [Omar Sheikh, o homem que assassinou Osama Bin Laden.] A BBC passou uma versão manipulada do vídeo da entrevista, no qual cortou a frase em que Benazir se refere a Ahmed Omar Saeed Sheikh (alegado agente duplo, do MI6 e da Al-Qaeda), reconhecendo mais tarde a manipulação, depois de uma colossal onda de protestos e colocação do vídeo original no YouTube. A 27 de Dezembro do mesmo ano (2007), Benazir Buhtto desfila em Rawalpidi, após um comício. Um bombista suicida faz-se explodir junto ao carro que transportava Benazir, que morre em circunstâncias ainda não muito claras. No alegado atentado, que a Al-Qaeda reivindica, perdem a vida mais 22 pessoas. A um de Maio de 2011, o Presidente norte-americano, Barack Hussein Obama II anuncia que forças especiais da Marinha dos Estados Unidos localizaram e abateram Osama Bin Laden, líder da Al-Qaeda, numa mansão próxima da Academia Militar paquistanesa, na pequena cidade de Abbotabad, a cerca de 50 km (em linha recta) a norte de Rawalpindi, quarta maior cidade do Paquistão, cuja área metropolitana inclui Islamabad, a capital do país. Nos próximos tempos se perceberá se esta segunda morte de Bin Laden servirá para os EUA substituírem a Al-Qaeda por uma nova organização terrorista ou se esta manterá a designação e os serviços secretos americanos apresentarão um novo Lex Luthor.
Apache, Maio de 2011

Etiquetas: , , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home