O Último dos Moicanos: Mais um que nos diverte...

terça-feira, 27 de junho de 2006

Mais um que nos diverte...

Logo após o término do jogo dos oitavos de final do “Alemanha – 2006”, entre as equipas da Holanda e de Portugal, o dirigente máximo da FIFA, Joseph Blatter veio a público criticar a arbitragem nestes termos…
“Acho que a arbitragem mereceu um cartão. Ivanov mostrou 16 amarelos e quatro vermelhos, impedindo o que teria sido um excelente espectáculo de futebol. Ele não entrou no espírito do jogo. Com as suas intervenções pouco justificadas, não esteve à altura dos jogadores. O jogo foi um combate muito intenso entre duas equipas que queriam jogar ao ataque, mas que não foram ajudadas pelo árbitro”.
“Acho que a arbitragem mereceu um cartão.” Calma, o Ivanov só faz anos daqui a uma semana, tens tempo de lhe dar os parabéns!
“Ivanov mostrou 16 amarelos e quatro vermelhos, impedindo o que teria sido um excelente espectáculo de futebol.” Queres dizer, um excelente espectáculo de luta-livre!
“Ele não entrou no espírito do jogo.” Bem observado. Deve ter sido o único em campo (além dos árbitros auxiliares) que não agrediu ninguém!
“Não esteve à altura dos jogadores.” Tens de reconhecer que não era fácil atingir um nível tão baixo!
“ O jogo foi um combate muito intenso entre duas equipas que queriam jogar ao ataque, mas que não foram ajudadas pelo árbitro”. Ora aqui está, este árbitro não ajudou nada o combate! Sugiro que o próximo jogo de Portugal, frente à Inglaterra seja arbitrado pelo Mike Tyson!
Já agora, aproveito para deixar alguns conselhos…
Ó Zézito, o Sr. Valentin Ivanov tem quase 45 anos, é árbitro internacional há 7 anos e é considerado um dos melhores da actualidade. Além disso, é teu empregado, mesmo que se pudesse considerar menos feliz a sua actuação neste jogo, competia-te vir a público defendê-lo, não crucificá-lo. As tuas declarações são tão ridículas, quanto infundadas. Apenas explicáveis pelo teu ódio visceral à Federação Russa de Futebol, desde que aquele organismo esteve na origem das investigações que decorrem há mais de dois anos, por fortes suspeitas de corrupção que pesam sobre ti e sobre outros destacados dirigentes da FIFA. O teu tempo acabou, está na hora de calçares as pantufas e te sentares no sofá da mansão paga pelos subornos da ISL!
Ó menino Ronaldo, um homem chora quando perde um familiar, um amigo, uma namorada, até um simples jogo de futebol. Mas um homem jamais chora por uma dor física, mesmo que seja só para as “pitas” verem. Há figuras que não se devem fazer, por mais que os “maricas” estejam na moda!
Ó vovô Iscolári, sê vai pidir a despenalização do Deco “por uma questão di Fair Play”? Péde também a penalização do Figo e do Nuno Valente, pela mesma razão, tá!
Ainda um pequeno comentário ao jogo…
Por uma questão de “Fair Play” não festejei a vitória de Portugal, tenho vergonha na cara! Eu gosto mesmo, é de futebol!!!
P.S. Soube-se entretanto de fonte segura que a Al-Qaeda pretende comprar milhares de cópias do vídeo do jogo para ser usado nos treinos dos operacionais.
Apache, Junho de 2006

Etiquetas: , ,

9 Comments:

Blogger Cleopatra said...

"Soube-se entretanto de fonte segura que a Al-Qaeda pretende comprar milhares de cópias do vídeo do jogo para ser usado nos treinos dos operacionais."

; ) Esta foi a parte que eu gostei mais.

sábado, julho 01, 2006 12:06:00 da manhã  
Blogger Apache said...

Foi para desanuviar um pouco, tanta resmunguice. Os péssimos jogos que Portugal tem feito neste mundial irritam-me solenemente. E neste jogo, particularmente, quase se crucificou um árbitro que fez "quase tudo" o que era possível para dignificar um pouco aquele triste espectáculo que os jogadores deram, irritou-me ainda mais... Dizem-se estes energúmenos, profissionais de futebol.
Adiante... O Jogo com a Inglaterra teve menos fruta e as defesas do Ricardo quase deram para esquecer o horror do nosso futebol (nosso e dos ingleses). Chega de desabafos... Por agora!

domingo, julho 02, 2006 2:43:00 da manhã  
Blogger DarkMorgana said...

Deves ser o único português que não acha que, se o árbitro tivesse mostrado cartão vermelho ao fulano que deu aquela pézada ao Cristiano, com a intenção nítida de o tirar de campo, o jogo não teria descambado.
Eu queria-te ver a ti, se lá estivesses...

Outra coisa, um homem chora quando lhe apetece, e está-se a borrifar se outros homens que estejam a ver, lhe vão chamar "maricas" ou não por fazer exactamente o que lhe apetece fazer.

Também não festejaste a vitória de hoje, Apache?

Já agora, tens por aí uma foto tua?
é que eu preciso de mudar o cromo lá do meu blog!

domingo, julho 02, 2006 2:44:00 da manhã  
Blogger Apache said...

Eu não disse que o árbitro agiu bem nesse lance, foi o único erro que prejudicou a nossa equipa, acho que não mostrou o vermelho por estarmos muito no início do jogo. Em compensação, errou ao não expulsar o Figo e o Nuno Valente, em agressões ainda mais evidentes.
A minha principal crítica vai para o Blatter que ganhava mais em estar calado, daquela boca só sai idiotice, em vez de criticar a atitude dos jogadores de ambas as equipas, indigna de profissionais de futebol, criticou o árbitro, de forma subjectiva, o criticar por criticar, sem apontar erros concretos.

Quanto ao jogo com a Inglaterra, obviamente não festejei, esta selecção não é a minha, de todo. Nenhuma das equipas jogou nada. Merecemos passar porque falhámos menos penalidades, se fosse pelo futebol jogado à muito que ambas deviam ter ido para casa.

Mas festejei a vitória francesa, contra um Brasil de vedetas, contra a arbitragem altamente tendenciosa, contra as simulações de faltas, a França opôs um excelete futebol.

Bye, bye Brasil, viva o futebol, viva a França!

O problema do menino Cristiano é mesmo esse, faz demasiadas vezes o que lhe apetece, em vez de fazer o que lhe pagam para fazer, jogar futebol, de preferência de forma honesta, em vez de se atirar para o chão a gesticular com o árbito.

Uma foto minha? Para pores no açúcareiro? Está uma no blog do Moicano!

domingo, julho 02, 2006 4:51:00 da tarde  
Blogger DarkMorgana said...

E agora, Apache?
Calculo que vás "torcer" pela França, não?

domingo, julho 02, 2006 9:56:00 da tarde  
Blogger Apache said...

Não! O jogo Portugal-França é diferente do Brasil-França, se Portugal ganhar, o que é muito difícil, dada a grande diferença de qualidade entre as duas equipas, mas não impossível, obviamente não ficarei contente, mas também não festejarei a vitória francesa, esta não terá o mesmo sabor que teve em relação ao Brasil.
A equipa por quem "torço" é o Sporting, em segundo lugar, o AC Milan. Quanto a selecções, desde que me "divorciei" da portuguesa, contento-me com a vitória de uma equipa europeia (e já só há equipas europeias na competição).
Claro que prefiro que ganhem os melhores e, Portugal já provou que não está entre os 6 ou 7 melhores do mundo, nem em termos individuais, nem colectivos, nem atlética, nem táctica, nem tecnicamente e o espectáculo que apresenta é degradante e isso, enquanto português, desilude-me profundamente, no entanto, por mais que isso me custe, é aquele "bando" de imcompetentes que representa o meu país (infelizmente)!

segunda-feira, julho 03, 2006 12:58:00 da manhã  
Blogger DarkMorgana said...

Ah...
E o divórcio, foi litigioso, ou de comum acordo?

Quanto a mim, vou continuar a gritar em plenos pulmões, pendurada no carro, de cachecol e bandeira nas mãos pela vitória da nossa Selecção, que (quer tu queiras ou não) é o ùnico "bando" que, pior ou melhor ainda vai representando o país em algum lugar!

Eu penso que 99,99999% dos portugueses vão fazer o mesmo...felizmente...

segunda-feira, julho 03, 2006 7:25:00 da tarde  
Blogger Apache said...

"E o divórcio, foi litigioso, ou de comum acordo?"
De comum acordo, obviamente! Nem eu estou disponível para ser adepto deste tipo de "comportamentos" pseudo-desportivos nem à selecção interesse um espécime como eu a apoiá-la.

"Quanto a mim, vou continuar a gritar em plenos pulmões, pendurada no carro, de cachecol e bandeira nas mãos pela vitória da nossa Selecção"
Não acredito que não te ocorra nada de mais "interessante" para fazer...

"(quer tu queiras ou não) é o ùnico "bando" que, pior ou melhor ainda vai representando o país em algum lugar!"
Estás a falar apenas de futebol, certamente. Portugal tem, espalhadas pelos quatro cantos do mundo, pessoal que dignificam o nosso nome e que são internacionalmente bem mais "bem aceites".

"Eu penso que 99,99999% dos portugueses vão fazer o mesmo...felizmente..."
Temos portanto apenas 1 em cada 10 000 000 que não vão fazer o mesmo. Por outras palavras, em Portugal, apenas um "empenachado" qualquer (como diria o Xavier) não vai andar pela rua a alguns milhares de quilómetros do local do jogo a agitar um cachecol e uma bandeira, para mostrar aos outros que é português tal como eles, Ganda Nabo, o gajo!

Quanto ao pendurado no carro... Ezzeezeee!...

terça-feira, julho 04, 2006 1:29:00 da manhã  
Blogger redonda said...

E só agora descubro que és do Sporting,depois de ter dito que os dragões me pareciam verdes... sorry :) quando comecei pensei que fosses do Benfica (não sei porquê imagino os mouros vermelhos - deve ter sido porque durante um ano em que aí estudei, morava na Estrada do Benfica - parecia-me mesmo esquisito, nos dias de jogo ver aquela gente toda vestida de vermelho em vez de azul...).

sexta-feira, setembro 08, 2006 12:25:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home