O Último dos Moicanos: Foi você que pediu... um avião da CIA?

domingo, 25 de maio de 2008

Foi você que pediu... um avião da CIA?

(Imagem retirada do Blogue «We Have Kaos In The Garden», "linkado" na coluna da direita)
O Ministério dos Transportes enviou, na passada semana, à Assembleia da República, uma lista de 56 voos da CIA, de e para Guantánamo, que passaram em território nacional, entre Julho de 2005 e Dezembro de 2007. O Governo diz desconhecer o que era transportado naqueles aviões.
Sócrates desconhece as Leis que o seu governo cria (recorde-se o ridículo episódio do fumo a bordo do avião fretado para a visita à Venezuela). Desconhece o que transportam os aviões que escalam o país (antes até jurava que eles não existiam). Será que desconhece que é Primeiro-Ministro? Isso explicaria muita coisa…
Apache, Maio de 2008

Etiquetas: , ,

6 Comments:

Blogger Diogo said...

Apache, obrigado pela chamada de atenção em relação ao ISP (cuja taxa é fixa).

De qualquer forma, a parte do IVA não é nada negligenciável, como escreve o Blasfémias:

Desde Janeiro de 2004, o preço do gasóleo em Portugal aumentou 100%.

Em Janeiro de 2004, um litro de gasóleo custava ao público 70 cêntimos, dos quais 30 correspondiam ao ISP e 11,2 ao IVA. O valor restante (matéria prima, refinação, transporte, margem de revendedores, etc.), era de 28,8 cêntimos.

Por cada litro, o Estado arrecadava 41,2 cêntimos, pela que a carga fiscal total era de 59%.

Em 25 de Maio de 2008, um litro de gasóleo custa em Portugal mais de 1,40 Euros, dos quais 36,4 cêntimos correspondem ao ISP* (aumento de 21%), 24,3 a IVA (aumento de 117%) e 79,3 (aumento de 175%) aos restantes “componentes” do preço.

Por cada litro, o Estado arrecada agora 60,7 cêntimos (aumento de 47%), pelo que a carga fiscal total é de “apenas” 43,44%.

O peso dos impostos no preço final continuará a baixar em percentagem, à medida que os preços forem subindo, uma vez que uma das componentes fiscais (o ISP) se manterá fixa, representando uma parcela percentual cada vez menor. A receita global deste imposto tenderá mesmo a diminuir com a retracção do consumo (os dados da execução orçamental apontam já nesse sentido). No entanto, a quebra de receitas o ISP é compensada (ou mais-que-compensada) com o aumento (em volume global de receita) do IVA.

Quando o orçamento de Estado para 2008 entrou em vigor, um litro de gasóleo custava 1,20 Euros, dos quais 20,8 eram IVA. A preços de hoje, o IVA corresponde a 24,3, ou seja, houve um aumento real de IVA de 3,5 cêntimos por litro, não previsto no OE.

domingo, maio 25, 2008 7:34:00 da tarde  
Blogger Apache said...

O mercado sabe que a procura de petróleo vai aumentar. O Governo sabe que um aumento dos preços significa um aumento do valor cobrado em impostos. Ambos estão satisfeitos. Ao Zé-povinho resta pagar. Até pode encostar o carro e passar a andar de transporte público ou a pé, que o consumo continuará a aumentar por parte da indústria (de longe, a que tem a maior fatia), os preços dos combustíveis continuarão a subir e nós pagá-lo-emos nos outros bens de consumo.

segunda-feira, maio 26, 2008 2:45:00 da manhã  
Blogger Cleopatra said...

PIM!
GANDA Malha!

terça-feira, maio 27, 2008 1:19:00 da manhã  
Blogger Apache said...

:)

terça-feira, maio 27, 2008 3:04:00 da manhã  
Blogger cris said...

São tão sacanas!!!!! Tou a segurar o meu nortenho, sorry! Sacanas e burros!!! Ui!!!


Boa semana!

terça-feira, maio 27, 2008 11:17:00 da tarde  
Blogger Apache said...

:)

quinta-feira, maio 29, 2008 2:10:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home