O Último dos Moicanos: A Média das Temperaturas dos continentes (a 09 de Fevereiro de 2010)

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

A Média das Temperaturas dos continentes (a 09 de Fevereiro de 2010)

Já aqui tinha escrito que “temperatura média do planeta” (é assim que muito boa gente a designa) é uma expressão sem significado físico. O que habitualmente aparece referenciado como tal é, na realidade, a média das temperaturas fornecidas por cerca de 1200 estações meteorológicas terrestres e alguns milhares de bóias marítimas (escolhidas conforme dá jeito à propaganda que se quer “vender”). Os valores que se obtêm seriam substancialmente diferentes, se as estações meteorológicas escolhidas para calcular a média fossem outras. Não é, portanto, possível, determinar com rigor científico o valor da temperatura média do planeta. A título ilustrativo calculei a temperatura média de cada continente, usando as 180 temperaturas mais elevadas e as 180 mais baixas (de anteontem) recolhidas na página do OGIMET (que usa dados divulgados pela NOAA). A excepção a este método foi aplicada à Antárctica, que dispõe de apenas 75 estações meteorológicas no seu território, tendo sido achada a média das máximas e das mínimas de todas as estações. Os valores obtidos (em graus Célsius) são os seguintes: África: 23,11; América do Norte e Central: -0,86; América do Sul: 25,29; Antárctica: -9,01; Ásia: -3,47; Europa: -3,24; Oceânia: 26,51. [Convém recordar que estamos em pleno Verão, no Hemisfério Sul, sendo (obviamente) Inverno no Hemisfério Norte. A Terra passou, há cerca de mês e meio atrás, pelo ponto de máxima aproximação ao Sol, da sua órbita, estado agora a afastar-se até ao solstício de Junho] Calculando a média (simples) dos valores obtidos, chegamos a 8,34 ºC. [Note-se que esta é a média global das temperaturas continentais e que 71% da superfície do planeta está coberta pelos oceanos.] Mas como sabemos, os continentes têm dimensões bastante diferentes, por isso, se calcularmos a média total, ponderando as áreas de cada continente, chegamos ao valor de 6,97 ºC para média das temperaturas de “terra emersa” a 1,5 metros do solo (quase 1,4 ºC inferior ao valor acima calculado). Se outro método fosse usado, valores diferentes seriam obtidos. É portanto ridículo (por mais contas que façamos) dizer que há provas irrefutáveis de que a temperatura média do Planeta subiu nos últimos 150 anos. O que subiu foi a média de valores de temperatura, que hoje o GISS e o CRU calculam usando determinadas estações meteorológicas, por comparação com a média das temperaturas de há 50, 100 ou 150 anos, calculadas com dados de outras estações noutros locais.
Apache, Fevereiro de 2010

Etiquetas: , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home