O Último dos Moicanos: A prova da inexistência de facilitismo

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

A prova da inexistência de facilitismo

“A notícia de que as reprovações no ensino «básico» e «secundário» caíram vertiginosamente durante os últimos anos apanhou-me desprevenido. Sinceramente, julgava que o Eng. Sócrates e a Sra. ministra já tinham conseguido erradicar total e definitivamente tal calamidade, e que a figura do «chumbo» estava hoje restrita às decisões de Cavaco Silva sobre as leis governamentais. Erro meu. Pelos vistos, ainda há alunos que reprovam. Permitam-me uma pergunta: como? Permitam-me agora uma resposta: não é fácil e, em abono da verdade, há que reconhecer os esforços do Governo em sentido contrário, embora no mesmo sentido dos governos anteriores. Se bem se lembram, foi o presente Ministério da Educação (ME) que alertou para o peso de cada reprovação no sensível bolso dos contribuintes. Foi o ME que transformou a reprovação numa tortura burocrática que Kafka não se atreveu imaginar. Foi o ME que inventou o novo «Estatuto do Aluno», o qual praticamente ilegaliza as «retenções». Foi o ME que vinculou a avaliação dos professores e das escolas às notas dos alunos. Foi o ME que deixou alunos com 8 ou 9 negativas «transitarem» de ano. Foi o ME que dissipou a pouca autoridade que restava aos decentes sobre as crianças. Foi o ME que baixou a exigência dos exames nacionais para níveis acessíveis a uma ou, vá lá, a duas alforrecas. Foi, enfim, o ME que criou as «Novas Oportunidades» de forma a legitimar com diplomas do 9.º e do 12.º anos os analfabetos não legitimados pelo «ensino tradicional». Perante isto, o Eng. Sócrates nega a existência de «facilitismo», o que é um facto se tivermos em conta que, por enquanto, o Estado não distribui doutoramentos por recém-nascidos. (…)”
Alberto Gonçalves (sociólogo), no “Diário de Notícias” de ontem

Etiquetas: , , ,

2 Comments:

Blogger Diogo said...

Deus sabe como abomino este e outros governos.

Agora, que as matérias dadas e a forma de as dar precisam de uma reforma revolucionária, não tenho qualquer dúvida.

Continuam a encharcar os putos com sistemática a todas as cadeiras e com merda que não interessa a ninguém.

terça-feira, setembro 01, 2009 1:22:00 da manhã  
Blogger Apache said...

“Sistemática a todas as cadeiras”?
Organização e classificação de acordo com determinadas características?

sábado, setembro 05, 2009 3:50:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home