O Último dos Moicanos: "Será?" - Pedro Abrunhosa

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

"Será?" - Pedro Abrunhosa

video
"Será que ainda me resta tempo contigo,
ou já te levam balas de um qualquer inimigo.
Será que soube dar-te tudo o que querias,
ou deixei-me morrer lento, no lento morrer dos dias.
Será que fiz tudo o que podia fazer,
ou fui mais um cobarde, não quis ver sofrer.
Será que lá longe ainda o céu é azul,
ou já o negro cinzento confunde o Norte com o Sul.
Será que a tua pele ainda é macia,
ou é a mão que me treme, sem ardor nem magia.
Será que ainda te posso valer,
ou já a noite descobre a dor que encobre o prazer.
Será que é de febre este fogo,
este grito cruel que da lebre faz lobo.
Será que amanhã ainda existe para ti,
ou ao ver-te nos olhos te beijei e morri.
Será que lá fora os carros passam ainda,
ou estrelas caíram e qualquer sorte é bem-vinda.
Será que a cidade ainda está como dantes,
ou cantam fantasmas e bailam gigantes.
Será que o sol se põe do lado do mar,
ou a luz que me agarra é sombra de luar.
Será que as casas cantam?, e as pedras do chão?,
ou calou-se a montanha, rendeu-se o vulcão.
Será que sabes que hoje é domingo,
ou os dias não passam, são anjos caindo.
Será que me consegues ouvir,
ou é tempo que pedes, quando tentas sorrir.
Será que sabes que te trago na voz,
que o teu mundo é o meu mundo e foi feito por nós.
Será que te lembras da cor do olhar,
quando juntos, a noite, não quer acabar.
Será que sentes esta mão que te agarra,
que te prende com a força do mar contra a barra.
Será que consegues ouvir-me dizer,
que te amo, tanto quanto, noutro dia qualquer.
Eu sei que tu estarás sempre por mim,
não há noite sem dia, nem dia sem fim.
Eu sei que me queres, e me amas também
me desejas agora como nunca ninguém.
Não partas então, não me deixes sozinho…
Vou beijar o teu chão e chorar o caminho.
Será?…"
[Talvez o melhor poema de] Pedro Abrunhosa

Etiquetas: , , ,

7 Comments:

Blogger Maresia said...

Não conhecia este texto dele... Mas gosto muito do que escreve!

terça-feira, novembro 25, 2008 2:31:00 da tarde  
Blogger Apache said...

Olá, Maresia. Obrigado pela visita. Como disse que não conhecia o poema, adicionei a música (mais declamada que cantada). É só clicar no botão de ‘play’.

terça-feira, novembro 25, 2008 7:55:00 da tarde  
Blogger Maresia said...

Muito obrigaga! Já ouvi! Gostei muito!

terça-feira, novembro 25, 2008 9:54:00 da tarde  
Blogger FERNANDA & POEMAS said...

Olá querido Amigo, gostei do texto ou será poema ?
Belíssimo adorei!!!
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

quarta-feira, novembro 26, 2008 10:05:00 da tarde  
Blogger Apache said...

Acho que é um belo poema, Fernanda.

segunda-feira, dezembro 01, 2008 5:05:00 da manhã  
Blogger £oµ¢o Ðe £Î§ßoa said...

Adorei!

Vou já ver se encontro na net em mp3, quero para mim.

Um abraço, até outro instante.

quinta-feira, dezembro 11, 2008 12:13:00 da tarde  
Blogger Apache said...

Olá Louco, não coloquei em formato mp3 porque o “Blogger” não aceita. Acho que encontras facilmente na Net, senão eu posso enviar-te para um endereço de mail.
Um abraço.

sexta-feira, dezembro 12, 2008 1:15:00 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home